Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

31 de agosto de 2014

Resenha: Harry Potter e a Câmara Secreta - J.K Rowling

Título: Harry Potter e a Câmara Secreta
Autora: J.K Rowling
Ano: 1998
Número de páginas: 252
Editora: Rocco
Classificação:  (favorito!)
Sinopse no Skoob (essa sinopse contém spoilers sérios, então cuidado, gente!).

Minha opinião: Se no primeiro livro você pensou sobre como Harry era maltratado na casa dos Dursley, nesse segundo livro esse pensamento, com certeza, vai predominar em vários momentos durante o início da leitura. Quando o ano letivo de Hogwarts acaba, Harry, a contragosto, retorna à Rua dos Alfeneiros para passar o verão com os tios e seu primo Duda que não o suportam e, como se não fosse o bastante, eles são nada mais nada menos do que os causadores do material escolar do garoto guardado em um armário - sendo que, durante as férias, ele precisava fazer as tarefas dadas pelos professores - e um quarto cercado de grades, em que ele divide com sua coruja irritada por estar presa na gaiola o verão inteiro. Além disso, Rony e Hermione, seus melhores amigos, não respondem às cartas que o garoto mandara naquelas semanas, e ambos tinham prometido que manteriam o contato através de correspondências. Então, ele tenta não pensar em tudo aquilo e colocar na cabeça de que estaria voltando à Hogwarts em breve, apesar do silêncio repentino vindo de seus amigos (momentos depois descobrimos o porquê da ausência das cartas e todo o resto). O que Harry não poderia esperar é que, dias antes de retornar à estação King's Cross, rumo à sua amada escola, ele se depararia com um elfo doméstico dentro de seu quarto o avisando para não voltar ao único lugar que ele mais desejava rever: Hogwarts. O elfo, depois conhecido pelo leitor como Dobby (que com certeza se tornou o meu personagem preferido de todo o livro <3) o alerta de que grandes perigos o aguardavam na escola e que, portanto, não deveria retornar. Apesar de Harry ficar um pouco assustado com a situação toda, decide que iria regressar (apesar dos tios o proibindo e colocando grades na janela de seu quarto) da maneira que fosse, porque era o único lugar que se sentia em casa.

Dito e feito: no dia de seu décimo segundo aniversário, em que Harry achou que não poderia ser pior, Rony e os gêmeos Weasley aparecem na janela de Harry em um carro voador, no meio da madrugada, declarando de que seria daquela forma que ele iria fugir da Rua dos Alfeneiros para A Toca, casa dos Weasley. Os tios ficam furiosos, é claro; mas é lá que Harry passa o restinho de férias que lhe sobra, até chegar o dia que, junto com Rony, se encaminha ao trem de Hogwarts para mais um ano letivo.

É lá que eles se deparam com o primeiro problema. Harry e Rony não conseguem atravessar a barreira que levava ao trem em que eles partiriam, e precisam ir à Hogwarts seguindo o trem no carro voador do pai de Rony, o que atrairia muita atenção, olhares indesejados de trouxas (pessoas que não eram bruxas, e que em sua grande maioria não tinha conhecimento do mundo mágico) e grande confusão no Ministério da Magia. A partir daí, fica claro para Harry de que Dobby estava certo e que alguém, realmente, não o queria na escola naquele ano.

Em meio à toda a atenção das estudantes eufóricas em relação ao novo professor de Defesa Contra As Artes das Trevas - Gilderoy Lockhart -, Harry, juntamente com Rony e Hermione, tenta desvendar o mistério da Câmara Secreta (que teria sido reaberta após 50 anos), feita pelo criador da Sonserina: Salazar Slytherin. Vou tentar resumir a história sem dar muitos spoilers pra vocês: Salazar era o único dos 4 criadores das casas de Hogwarts que acreditava que na escola não poderia haver bruxos sangues-ruins (ou seja, que eram filhos de trouxas), e como não conseguiu dissuadir os outros, ele decidiu abandonar a escola, deixando apenas uma câmara que só poderia ser aberta pelo verdadeiro herdeiro de Sonserina (pelo menos, era isso o que dizia a lenda). Mas afinal, o que haveria dentro da câmara? Quem era o herdeiro de Salazar? E como isso poderia afetar os estudantes da escola? É toda a descoberta e todas as consequências da câmara que acompanham as 252 páginas de muito mistério, carros voadores, professores com sorrisos atraentes segundo revistas de bruxos, suspiros de admiração vindo de alunas por causa dos mesmos e lamúrias de uma Murta-que-Geme sensível e frágil.

Uma coisa que eu admiro muito na J.K Rowling é que ela consegue nos surpreender com tudo e, no final, encaixar todas as informações que acabamos deixando passar... Isso é visto em todos os livros e eu provavelmente vou continuar citando nas próximas resenhas dos livros de HP, porque acho isso tão incrível, sério gente! Você passa o livro todo criando hipóteses, suspeitando de personagens que quem já leu sabem que seriam mesmo muito suspeitos, e no final... é a pessoa que você menos imagina! Gosto muito disso na escrita dela. A J.K consegue te prender na história como se não te deixasse parar até desvendar todo esse mistério, e como o livro é curtinho, pode ser lido em dois/três dias (apesar da letra curtinha da edição branca, já mencionada por mim na resenha do primeiro livro de Harry Potter - clique aqui para ler).

Enfim gente, é isso! Se você já assistiu o filme leia o livro também, garanto que é tão bom quanto!


29 de agosto de 2014

[DIY] Carimbos fofos


Olá gente bonita! Como estão todos em nessa belíssima sexta-feira? Espero que tenham tido uma colorida e excelente semana como a minha <3

Como todos já puderam conferir no título, hoje iremos aprender a fazer carimbos de maneira simples e barata. Você já tem praticamente o material completo em casa, quer conferir?

Materiais:

- Borrachas antigas (não muito pequenas);
- Lápis;
- Estilete (na pior das hipóteses: faca);
- Almofada para carimbo ou tinta.

Só isso, vamos começar?

1. Como somos todos leigos ainda nessa coisa de carimbos, comecem escolhendo por desenhos/estampas simples.
2. Com o lápis faça o esboço da imagem escolhida.
3. Com o estilete, vá cortando na linha do desenho e retirando as bordas excedentes, de modo a deixar apenas o desenho no final.
4. Mergulhe a borracha, com o lado do desenho para baixo, na tinta ou na almofada e voi là!

Serve bastante para fazer fundos de cartinhas, para decorar algum canto vazio de um trabalho ou caderno E... Até atormentar os coleguinhas deixando uma marca sua, yeah!

Por hoje é só! 
Aí a pessoa tem duas semanas completas pra pensar em algo e vem com esse DIY lamentável haha' Sinto muito gente, estou tão ocupada com a escola e toda essa coisa de vestibular que... Urg! Cansa só de lembrar. Vocês já passaram por isso, ou ainda vão passar, enfim... Estou tentando trazer coisas mais interessantes, mas por enquanto... #Sddscoisaslegais
Obrigada pela atenção e até a próxima, gafanhotos!


26 de agosto de 2014

Livro X Filmes



Quem leu o livro sabe, as diferenças são gritantes! Eu sei, sei, filmes são adaptados e blá blá blá! Porém acredito que perdeu-se muito da essência do livro na trama do filme. Então vamos à 5 diferenças:

1º QUEBRA DO SUSPENSE!
Esse pra mim foi o principal e pior erro do filme. O motivo que prende o leitor é o fato de Pat não saber o porque foi internado, por que Nikki terminou com ele, por que ele não pode ver Nikki.... São esses por quês que nos fazem querer ler a histórias e descobrir as respostas. 
Esse suspense é totalmente quebrado no filme, onde o próprio Pat inicia a primeira cena contando tudo o que houve e revelando todas as respostas dos porquês.

2º FOCO DA HISTÓRIA
 No livro, a história gira em torno e Pat, seus pais, o futebol e a terapía. Tiffany ganhou nas telas muito mais espaço do que concedido no livro. Tornando tudo um romance com final feliz. Mas vale a pena lembrar que no livro, o final não é propriamente de conto de fadas, é meio que uma interrogação.
O pai de Pat é um carrancudo no livro, e seu irmão aparece muito mais na história. Já a sua mãe, me pareceu no livro, uma mulher muito mais forte e decidida, e não aquela pobre coitada chorosa retratada no filme.


3º A DANÇA
A música escolhida por Tiffany no livro é "Total eclipse of the heart". E os ensaios são momentos de leitura totalmente envolventes e prendem o leitor com uma facilidade incrível. Onde o casal ganha o concurso.
Jáaa no filme foi aquela mistura de vários estilos. Acredito que houve essa adaptação para não parecer clichê, um caro que nunca dançou ganhar um concurso, mas achei bem ridícula a dança, ainda mais com o erro do pulo no final.

4º O TORMENTO DA MÚSICA
Pat não sabe por que Song Bird incomoda tanto. E essa música o acompanha durante todo o livro, já no filme, ela não aparece.

5º O INCÔMODO DA DESCOBERTA

No livro, quando Pat descobre que as cartas com as quais se comunica com Nikki são falsas, ele surta. Corre, foge, quase morre e vai parar na casa de Danny (amigo que fez no centro de psiquiatria). No filme, ele descobre, diz que já sabia, te amo tiffany e felizes para sempre.



Imaginação minha:
No filme esse é o Dr. Patel. Mas na minha cabeça de leitora e nas descrições do livro, imaginei assim:
hahaha desculpe-me, mas imaginei mesmo um umpa lumpa! rs


E aí, gostaram? Concordam? Discordam? Conhecem mais diferenças?
Comenta aí :D


25 de agosto de 2014

Tudo sobre o que está acontecendo na Bienal

Olá galera! Desculpa minha ausência, minha vida está uma correria. Estou em época de provas no colégio, acho que todos aqui sabem que ainda estou no ensino médio. Além disto, estou correndo atrás dos preparativos do meu aniversário de 15 anos (que prometo para vocês que irei fazer um post sobre ele, logo depois da data). E sem contar, que semana passada fiz uma cirurgia na minha unha do pé, tive que ficar de repouso, mas o importante é que tudo foi tranquilo e doeu menos do que eu já esperava. Outro fator que também conta, é que meu ouvido (lembra que comentei da minha cirurgia que fiz começo do ano?) ainda não melhorou. Por esse e mais motivos, estou com a cabeça em Marte, Saturno e Júpiter. Eu já pedi desculpas para Isa (dona do blog) e agora peço desculpas para vocês, porque devem saber o quanto gosto de postar e estar aqui presente. Sem mais lenga-lenga, vamos a matéria de hoje
Essa imagem eu criei para o post que dei as dicas da bienal,
voltando algumas páginas você pode encontrar!
Estive na 23º Bienal do livro (ontem, 25/08), mas não consegui entrar, as filas estavam intermináveis e tinha até cambista vendendo ingressos. Semana que vem, tentarei ir de novo, mas desta vez vou comprar os ingressos antecipadamente. Pois, quero ver pelo menos a Paula Pimenta. Porém, fiz uma pesquisa na internet e vim trazer para vocês o que está rolando por lá, as novidades e outras coisas.

O que muitas meninas devem estar feliz é que a Paula Pimenta (inverno), a Bruna Vieira (primavera), a Thalita Rebouças (verão) e a Babi Dewet (outono) irão escrever um livro de contos juntas pela Editora Gutenberg chamado de "Um ano inesquecível". O livro irá contar aventuras de adolescentes durantes as estações do ano. O lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2015 e as divas pretendem fazer um tour divulgando o mais novo livro. 


 A escritora best-seller Kiera Cass levou mais de 2 mil fãs até a bienal, a qual ficou completamente lotada. Com seus livros queridinhos "A seleção", "A elite" e "A escolha" e ao seus 33 anos, ela participou de um bate-papo e uma sessão de autográfos. Ela começou escrever depois de ficar muito abalada com a morte das 33 pessoas no massacre ocorrido na Universidade Virginia Tech







A atriz Fernanda Montenegro fez a abertura da Bienal, dividindo o palco com alguns músicos. Ela leu trechos de sermões do Padre Antônio Vieira. A expectativa inicial é de receber 700 mil visitantes na feira (no primeiro final de semana, teve 150 mil pessoas) e teve como investimento R$ 34 milhões de reais. Mas, voltando a Fernanda Montenegro, ela foi aplaudida por quem assistiu.






Aproveitando, a Kiera Cass (aquele que disse ali em cima), anunciou que irá escrever mais dois livros, o quarto livro da série "A seleção", que chamará "The Heir" e será lançado em maio de 2015 e não será narrado pela America. E o quinto da série, ainda não tem título, mas está previsto para 2016. Além disto, irá publicar dois contos digitais entre o final deste ano até o começo do ano que vem. Minha amiga me disse que teve o vestido da America para tirar foto. Alguém que foi sabe se é verdade ou mentira?
Cassandra Clare, a autora de Instrumentos Mortais, esteve também na Bienal do Livro, ficou super emocionada com o público que foi prestigia-lá. As senhas foram liberadas as 10hrs da manhã e apenas 500 fãs conseguiram seu número para receber autógrafos. Ela disse que pretende escrever por mais anos sobre Caçadores de Sombras. 
 No "Salão de Ideias", um dos principais lugares da Bienal, os colunista do Jornal Folha, Carlos Heitor e o Ruy Castro, junto com a escritora Heloisa Seixas falaram sobre memória e ficção. Cony fez com que a plateia desse muita risada ironizando seu problema de saúde. Mas, quem já não ouviu falar que o melhor remédio é a risada?!


O encontro das blogueiras Pâm Gonçalves, do canal Garota It, e Tatiana Feltrin, de Tiny Little Things também foi um sucessos. O esperado para o evento era cerca de 80 pessoas, porém, aconteceu um inesperado, cerca de 400 meninas foram até o evento que rolou de forma improvisada no espaço imaginário. A quantidade de pessoas, mostrou o sucesso que ambas fazem principalmente ao público juvenil. Quem sabe uma de nós blogueiras também não tenhamos a mesma sorte? Hahahahaha
 O escritor da série "O silo", Hugh Howey marcou presença na bienal do livro, ele fez um bate-papo e distribuiu autógrafos para os fãs. Ele disse:  “Em nenhuma parte do mundo tive uma recepção tão calorosa. Estou muito impressionado com a paixão que os brasileiros têm pelos escritores”. Ainda sem previsão de lançamento, a história foi além das páginas e logo mais estará no telão de todos os cinemas. 


O escritor Harlan Coben, do genêro literatura policial (que também foi muito esperado), esteve na Bienal para um  bate-papo com os fãs e autografar os livros, além de divulgar seu mais novo livro: Seis anos depois. Ele veio ao Brasil pela primeira vez e cogitou em escrever sobre o Brasil nas suas próximas histórias. disse mais, "Quem sabe algum dos meus pesonagens venha ao Brasil e se envolva em uma trama do futebol?"



A escritora infanto-juvenil, Paula Pimenta (♥), além do livro com as meninas, falou sobre a terceira temporada de "Minha vida fora de série",que runfem os tambores, está previsto o lançamento para Novembro. Um amiga minha que conheci no lançamento de "Princesa Adormecida", disse que a Paula estava uma fofa. Pena que não pude ir, estou ansiosa para comprar meu "Fazendo meu filme" em HQ! :( 







Acho que já fofoquei o bastante, né? Espero conseguir entrar na Bienal, ouvi vários comentários negativos como filas, restaurante, má organização, poucas informações. Mas, também ouvi vários comentários bons, como os sebos, várias novidades, várias atrações. Acho que é por isto que  está bombando, né?
Mas, para conseguir ir, só mesmo com os ingressos na mão, então quando for lá, compre seus ingressos virtualmente e você irá se dar bem. Chegue cedo também é outra dica. No dia 20/07, mais ou menos um mês atrás, eu postei 11 dicas de sobrevivência para Bienal do Livro, ao clicar em cima, você poderá re-velas e também utiliza-las. 
Espero que vocês tenham gostado, envio minhas energia boas para que vocês tenham uma ótima semana e aproveitem vários minutos ao lado de pessoas que vocês gostem. Até mais.. 

Bienal do Livro



E começou sexta passada a Bienal do Livro!
Eu fui na sexta mesmo e vou dar umas dicas sobre o local o/

1ª Dica: Tome um café da manhã reforçado!
Sério! Coma bem antes de sair de casa. Por que lá você vai andar e cansar muito.

2ª Dica: Leva suprimentos.
Lanchinhos, bolachas e água. Os livros podem ser baratos, mas em compensação a comida é cara, bem cara!  Uma garrafa de água sai R$4,00 e você com certeza não vai beber só uma. E não tem bebedouro no local (achei um absurdo, maaaaaas....). O fast Food mais comum na praça de alimentação é o Bob´s, mas mesmo assim o preço está acima do comum. Uma porção minúscula de batata está R$15,00, e um lanche R$18,00. Então, se a sua intenção é economizar, leve sua marmita! rs'

3ª Dica: Seja sem vergonha!
Se você for daquelas (es) que vão para comprar mesmo, tire a poeira de sua mala de rodinhas e leve-a! Não tenha vergonha, muitas pessoas por lá estão usando suas malas mesmo. Os livros são pesados e sua mão vai estar inchada no final do dia, logo, uma malinha é fundamental.

4ª Dica: Procure a editora do livro.
Você quer muito o livro da editora fulano de tal? Veja se há um stand da editora por lá, o livro vai estar muito mais barato que em outros stands.

5ª Dica: Não seja preconceituoso.
Eu vi dois grandes "sebos" por lá. Um varia o preço (São Marcos) o outro (não lembro o nome) é qualquer livro por R$ 10,00. Porém o que achei interessante é que em ambos os sebos, não tem somente livros usados. E caso você ache o livro que procura novo e embalado, é o mesmo valor que o usado (e tem muitos novinhos!!). quando eu falo usado, não pense em um livro rasgado, amassado ou coisa assim. Estão todos em ótimo estado. O lado ruim dos sebos é que é uma caça ao tesouro, não há divisão de temas, o que dificulta a procura, mas vale a pena!

6ª Dica: Preste atenção;
Nem todos os stands tem os preços dos livros fixados. Contudo, todos tem aquelas maquininhas de código de barras, então é super fácil dar aquela verificada no preço do livro.

7ª Dica: Pesquise:
Ta, nem todos os livros são tãaao baratos assim, mas grande parte é, e vale a pena rodar pelo lugar para pesquisar. Eu curso gastronomia e encontrei vários livros muito abaixo do preço por lá, vi alguns estudantes comentando que os livros de medicina estavam com grande diferença de preço também. Então, não seja preguiçoso e ande, pois garanto que alguns stands são bem mais baratos que outros.

8ª Dica: Vá em grupo.
Se você for de carro, vá em grupo. A entrada é barata, mas o preço do estacionamento é uma facada R$40,00.  Ir em grupo diminui o gasto e é uma segurança a mais deixar o carro no estacionamento do local.

9ª Dica: Roupas.
Use tênis e roupas leves. Eu andei muuuuito por lá, e um sapato desconfortável não ia ajudar!

10ª Dica: Aplicativo do site.
Se você, assim como eu, tem um péssimo senso de localização, baixe o aplicativo da bienal no seu celular. Funciona como um mapa  e tem todos os stands, assim que você passar por um, é só clicar que ele vai ficar colorido, e você vai saber por onde passou e onde falta ir.

11ª Compre ingresso antes.
O ingresso é vendido pelo site: http://www.bienaldolivrosp.com.br/  dá para imprimir em casa mesmo. Existe a venda na hora, mas tem que fazer um credenciamento e demora um pouco mais. Estando com o ingresso na mão, tem uma entrada específica e assim evita-se filas.

12ª Conferir documentos.
Comprou meia entrada? Não esqueça de levar a carteirinha de estudante.Conferir é fundamental! E o ingresso sem o documento não tem validade.

Enfim! Sábado pretendo ir novamente, então postarei fotos para vocês.... Não percam a oportunidade! Tem muitas atrações interessantes por lá, vale a pena dar uma conferida no site!


Obs: Eu comprei 6 livros e gastei R$95,00 e um dos livros é específico da minha área (na submarino está R$89,00 e paguei R$30,00 na bienal) Pretendo comprar um livro especial para sortear por aqui....Então comentem seus escritores favoritos que eu vou dar uma olhada no que acho por lá  ;P

Espero que gostem e aproveitem as dicas!


23 de agosto de 2014

TAG: Quando eu Crescer

Hey pessoal! Hoje vou responder a tag Quando eu Crescer, criada pelo Carlos do blog Estante Suja.

Antes de responder essa tag leia isto: Se você for menor de 18 anos você irá responder a tag dizendo o que você quer quando crescer, caso você seja maior de 18 anos responda contando o que você queria ser quando crescer.

1. Quando eu crescer eu vou ser... (profissão)
Jornalista e talvez escritora nas horas vagas, hahaha. Mas posso contar uma coisa pra vocês? Também tenho muuuuito interesse em trabalhar numa editora literária, sinceramente, é a coisa que eu mais me vejo fazendo. Acho todo aquele ambiente de uma editora muito bom e, meu Deus, já pensou como deve ser maravilhoso você revisar e ter a oportunidade de ler bem antes um livro que toooodo que está roendo as unhas pelo lançamento? Talvez quem não seja leitor não ache isso muito incrível, mas como uma eu acho demais e quero muito pra minha vida hahaha.

2. Quando eu crescer eu vou conhecer... (lugar)
Tenho muito interesse em conhecer Nova York e Londres (e tirar uma foto na plataforma 3/4!!! Ainda vou fazer isso um dia, anotem).

3. Quando eu crescer eu quero comprar... (compra)
Uma câmera profissional bem decente, por favor! hahaha, gente, eu sou muuuuito viciada em fotografia, tanto tirando fotos minhas como a de outras pessoas/coisas, e já venho pensando nisso há um tempão... Mas enfim, torçam pra que isso não demore muito pra ocorrer porque lembrem-se que, quando acontecer, terá vídeos meus pro blog, então isso também é algo que beneficia vocês hein!

4. Quando eu crescer eu vou conhecer²... (pessoa)
Nossa, é muita gente viu! haha De autor literário, tenho muuuita vontade de conhecer o John Green (meu segundo autor preferido) e o Markus Zusak (o meu livro preferido é Eu Sou o Mensageiro!!! Então eu teria muita pergunta pra fazer pro autor - estilo Hazel Grace mesmo -, tipo como ele teve aquelas ideias geniais do livro, meu Deus hahaha). Agora já de ator quero muito muito conhecer o Dylan o'Brien, e de cantor(a), o John Mayer e a Demi Lovato. Há alguns anos eu era super fã e tal, e apesar de hoje em dia só ouvir as músicas, penso em como seria demais conhecê-la!

5. Quando eu crescer eu vou casar ou namorar?
Casar.

6. Quando eu crescer eu vou ter filhos com XX anos...
Até os 26 anos, no máximo.

7. Quando eu crescer eu vou ter... (algo que seus pais nunca deixariam ter em casa)
Um cachorro (porque claro, não pode faltar) e também uma biblioteca particular! Sim, minha mãe não deixaria eu ter isso aqui em casa porque sério gente, minha casa não tem espaço pra isso :((( Todos os cômodos são muito cheios, principalmente o meu quarto, que daqui uns meses vai ficar difícil de guardar livros por causa do pouco espaço! E ela também pira com organização, arrumo minha estante só uma vez em cada dois meses porque sou preguiçosa e esquecida, mas ela vive me dando bronca pra arrumar porque dá "agonia ver daquele jeito". E realmente dá, mas a preguiça muitas vezes fala mais alto, né? haha

8. Quando eu crescer eu não vou... (diga algo que não irá fazer em circustância nenhuma)
Sei que tem coisas que não dá pra controlar, mas pretendo nunca perder contato com as minhas amigas mais próximas... Acho que é muito importante manter a amizade e eu tenho amiga que sei que vou levar pra sempre, mas é uma coisa que eu definitivamente quero continuar tendo ao longo dos anos.

9. E se eu não crescer? Se eu for diagnosticado como um paciente terminal de câncer e o médico dizer que eu não vou sobreviver por muito tempo. O que eu vou fazer?
Aproveitaria o máximo tempo possível, claro! Iria viajar pra todos os lugares que sempre tive vontade de conhecer, comprar todos os livros que eu venho sonhando há anos e que nunca abaixam o preço (sad but true), e depois os leria... Também daria um jeito de ir pra Santa Catarina ver a Rê e pediria desculpa pra todas as pessoas que eu chateei de alguma forma, acho que seria algo mais ou menos assim!

10. Quando eu crescer eu vou morar...
Sabem que eu não faço a mínima ideia? Mas a opção que mais me agrada aqui no Brasil, no momento, é o Rio de Janeiro. Então se eu pudesse escolher agora, escolheria o Rio!

Então é isso, pessoal! Deixo aqui meus agradecimentos ao blog Estante Suja por ter tagueado o Viciadas em Livros. Não vou taguear ninguém, mas se alguém quiser fazer em seu blog fique à vontade!


Beijooos, Isa.
18 de agosto de 2014

Coisas que só quem é leitor entende



Somos todas viciadas em livros. Fato!
Mas além disso o que temos em comum? Afinal leitor é tudo igual? Talvez sim, talvez não! rs' 
Mas certeza que há hábitos que nos une! E vaaamos lá:

1º CHEIRO DE LIVRO:  Não adianta esconder! Se você é um leitor voraz, já deu aquela boooa cheirada em um livro, e conhece uma livraria pela olfato! rs Engraçado, não sei o de onde surgiu esse hábito! Mas ele é beeeem comum :D


2º COMPRAR E NÃO TER DINHEIRO: Quem nunca entrou em um livraria e não pode levar (todos) alguns livros a mais, por falta de grana, não sabe o que é ter meta na vida! 


3º ODIAR A ADAPTAÇÃO: É frustrante quando fazem o filme do seu livro preferido. SEMPRE falta algo, ou tem algo que não tem nada a ver! E pior, é aquele amigo que nem leu o livro, querer discutir o filme com você. 


4º PULAR PARA O FINAL: "Eu nunca fiz isso! " hahah # até parece! Deus ta vendo você pulando tooodas as páginas, só pra dar aquela conferida marota no final da história.

5º EMPRESTAR: Tem coisa pior que emprestar um livro e ele voltar danificado? Sério gente, é muito difícil um leitor emprestar seus livros, então considere-se sortudo! Mas CUIDADO SEMPRE!


6º PSEUDO-LEITOR: Sempre tem aquele carinha que leu a resenha ou ouviu críticas, e acha que conhece a história inteira, e pra piorar quer discutir com você, que leu, releu, e tatuou o livro nas costas!


7º NÃO TER LIVROS PARA LER: Todo mundo tem aquela biblioteca em casa e fala: não tenho nada pra ler! Mas vocês têm que entender, existem leitores (eu) que não gostam de repetir histórias, livros, tramas, etc etc etc! Logo, não tenho nada para ler!



E você? É leitor? Se identificou? Tem mais alguma característica que todo mundo faz e ninguém conta?
Comente, fale, critique, elogie! 


Lançamentos de Agosto - Editora Gente e Única Editora

Título: A Evolução de Calpúrnia Tate
Autor: Jacqueline Kelly
Selo: Única Editora
Páginas: 384
Gênero: Literatura estrangeira/ romance

   Calpúrnia Virginia Tate tem 11 anos em 1899, quando pergunta o porquê de os gafanhotos amarelos em seu quintal serem tão maiores do que os verdes... Com uma pequena ajuda de seu notoriamente mal-humorado avô, um ávido naturalista, ela descobre que os gafanhotos verdes são mais fáceis de ser vistos contra a grama amarela e, por isso, são mortos antes que possam ficar maiores.
   Por gostar de explorar a natureza ao seu redor, Callie acaba criando um relacionamento próximo com seu avô enquanto enfrenta os desafios de viver com seis irmãos e se depara com as dificuldades de ser uma garota na virada do século.
   Em seu livro de estreia, Jacqueline Kelly habilmente traz Callie e sua família para a vida, capturando o crescimento de uma jovem com sensibilidade e humor.
   A evolução de Calpúrnia Tate conquistou dois importantes prêmios em 2010, o Newbery Honor Book e o Bank Street - Josette Frank Award.

Argumentos de venda:

  • A evolução de Calpúrnia Tate conquistou dois importantes prêmios em 2010, o Newbery Honor Book e o Bank Street - Josette Frank Award.
  •  Para o mesmo público de A menina que roubava livros.
  •  Poético e divertido, uma leitura que agradará a todos.





Título: Dark house
Autor: Karina Halle
Selo: Única Editora
Páginas: 352
Gênero: Literatura estrangeira/ Terror

   Há sempre algo fora do normal em Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum.
   Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas.
   Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta   Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.

Argumentos de venda:
  • Dark House começou como um fenômeno da publicação independente e logo chamou atenção. Hoje, o livro está muito bem posicionado no ranking de suspense da Amazon.
  • A autora é best-seller no USA Today e o livro é a mistura perfeita entre terror e romance para jovens e adultos.
  • Para leitores que gostam de temas sobrenaturais e acompanham autores de terror como Stephen King.




Título: O Poder da Coragem
Subtítulo: As cinco chaves do sucesso que vão mudar a sua vida
Autor: Jober Chaves
Selo: Gente
Páginas: 192
Gênero: Felicidade/Autoajuda

   As pessoas levam uma vida cheia de autoenganos, se apegam a pequenas coisas e as transformam em falsos motivadores para seguir em frente.
   Aquele que não usa todo o seu potencial carrega consigo, diariamente, uma dor que muitas vezes nem ele entende, ou não se permite dedicar muita atenção para descobrir a causa da apatia e do sentimento de opressão em seu peito. Além disso, essa pessoa não enxerga o que pode fazer para tirar isso de si. Por que, então, você não faz tudo o que pode fazer?
Porque você não conhece e, assim, não vive as cinco chaves de poder:
- Sonhos
- Conhecimento
- Associação
- Plantação
- Poder da palavra

Argumentos de venda:
  • Jober Chaves é dono da maior escola de inglês on-line do Brasil.
  • Para o mesmo público do best-seller O poder do agora, mas com uma abordagem direta.
  • Jober revela por que não fazemos tudo o que podemos fazer e como podemos mudar esse status.



Título: O vendedor inteligente
Subtítulo: 5 estratégias para aumentar resultados, vender mais e conquistar clientes
Autor: Ricardo Lemos
Selo: Gente
Páginas: 160
Gênero: Negócios e carreira/Vendas

   A venda inteligente é um método certeiro para compreender as necessidades do cliente e fechar negócio. Muitas vezes, os vendedores perdem grandes oportunidades por usarem estratégias ultrapassadas e ineficientes, aplicando-as a todos os clientes, sem analisar efetivamente o perfil de cada um.
   Por essa razão, o livro aborda todas as questões do processo de vendas: desde os problemas que geram baixos resultados, passando pela identificação do cliente e chegando à abordagem inteligente para ter o tão desejado sucesso.

Argumentos de venda:
  • Ricardo Lemos possui mais de 20 anos de experiência com vendas. É uma autoridade no tema.
  • O livro é prático, rápido e direto, guiando o leitor para o conceito das estratégias e como efetivamente aplicá-las.
  • Levantamento realizado pela Page Personnel mostrou que, nos primeiros meses de 2014, a procura por profissionais de vendas aumentou em 30%, por isso a importância de preparar bem esse profissional.




Título: Tudo o que você precisa saber sobre FILOSOFIA
Subtítulo: de Platão e Sócrates, de ética e metafísica ate as ideias que ainda transformam o mundo, o livro essencial sobre o pensamento humano
Autor: Paul Kleinman
Selo: Gente
Páginas: 232
Gênero: Felicidade/Autoajuda

    Descubra os maiores pensadores do mundo e suas ideias inovadoras!
   Muitas vezes, os livros didáticos transformam as grandes teorias, os princípios e os valores da filosofia em discursos tão tediosos que até Platão rejeitaria. Tudo o que você precisa saber sobre filosofia corta os detalhes chatos e a metodologia filosófica desgastante e traz a filosofia de uma maneira envolvente que atrairá o leitor para explorar a fascinante história do pensamento humano.
   De Aristóteles e Heidegger ao livre arbítrio e à metafísica, Tudo o que você precisa saber sobre filosofia é embalado com centenas de boatos filosóficos divertidos, ilustrações e quebra-cabeças que você não vai ser capaz de encontrar em qualquer outro lugar.
   Então, se você está ansioso para desvendar os mistérios do existencialismo, ou apenas quer saber o que fez Voltaire ser conhecido como um carrapato, Tudo o que você precisa saber sobre filosofia tem todas as respostas - mesmo aquelas que você não sabia que estava procurando.

Argumentos de venda:
  • Um guia completo e fácil que aborda os principais pensadores e conceitos da filosofia.
  • Para o mesmo público dos best-sellers O livro da filosofia (que está em 13º lugar na lista de mais vendidos de não ficção 2014) e Guia politicamente incorreto da filosofia.
  • As pessoas anseiam por descobrir o sentido da vida e nada melhor do que a própria filosofia para ajudar nessa busca.


Título: Vida Organizada
Subtítulo: Como definir prioridades e transformar seus sonhos em objetivos
Autor: Thais Godinho
Selo: Gente
Páginas: 224
Gênero: Autoajuda – vida prática/felicidade

   Em seu primeiro livro, Thais Godinho mostra ao leitor as melhores maneiras de organizar a rotina e a vida. Embora a palavra “organização” pareça estar ligada a uma realidade utópica, com as instruções da autora, viver em paz com as coisas no lugar ficará surpreendentemente fácil.
   O livro aborda a organização da casa, do trabalho e de todos os itens fundamentais para deixar o dia a dia mais tranquilo e, principalmente, para que o leitor possa ter muito mais tempo para a família e o lazer.

Argumentos de venda:
  • A autora é dona do blog Vida Organizada e é referência no tema organização.
  • A autora é um fenômeno na internet com mais de 160 mil seguidores no Facebook.
  • É um livro eficiente para pessoas que enfrentam o mal do século: a falta de tempo para cuidar do que realmente importa. Segundo o IBGE, 44,5% dos brasileiros sofrem com a falta de tempo (sobrecarga e excesso de tarefas) como principal estressor.


16 de agosto de 2014

Resenha: O Futuro de Nós Dois - Jay Asher e Carolyn Mackler

Título: O Futuro de Nós Dois
Autores: Jay Asher e Carolyn Mackler
Ano de lançamento: 2013
Número de páginas: 384
Editora: Galera Record
Classificação: 

Minha opinião: Em O Futuro de Nós Dois, estamos em 1996 e menos da metade dos adolescentes ainda não tem acesso à internet. Emma é a personagem principal, que ganha de presente do seu pai um computador (ela vê o presente como uma forma do pai dela de recompensá-la por ser tão distante e tudo o mais, já que ele e a mãe de Emma se separaram anos antes). Josh é o melhor amigo de infância de Emma; ou, pelo menos, costumava ser: eles sempre foram muito próximos, dormiam um na casa do outro quando eram pequenos e o fato de serem vizinhos sempre facilitava o contato deles. Só que, seis meses antes, foram assistir um filme e lá aconteceu uma coisinha que, bem... definitivamente, acabou com tudo. Foi constrangedor pra ambos, e por meses eles só se comunicavam com um "oi" ou com um "como vai?", mas desde então nada tinha sido como antes.

“Sinto falta dela. Mesmo que não disséssemos nada um ao outro, mesmo que ela continuasse dormindo, eu gostaria de poder estar sentado naquele sofá com ela neste momento.”

Quando fica sabendo da notícia do computador de Emma, Josh a presenteia com um CD-ROOM da Aol para que ela possa instalar no computador novo e acessar a internet gratuitamente por 100 horas. Só que quando ela instala o programa, acaba se conectando a um site que ainda não havia sido criado mas que, hoje, é conhecido por todos: o Facebook. Emma se depara com uma mulher que era muito parecida com ela, só que bem mais velha, que tinha o mesmo nome que ela, mesma data de nascimento, tudo. Não tinha outra: ao visitar seu perfil do Facebook, ela tinha acesso ao seu futuro dali a 15 anos.

Bem, é aí que Josh e Emma voltam a conversar de verdade. Ela fala com isso sobre Josh, pra se certificar de que não era uma brincadeira feita por ele, e depois eles realmente se dão conta que, visitando o perfil de qualquer pessoa, poderiam visualizar seu futuro 15 anos depois (através de posts, fotos, esse tipo de coisa que muitas pessoas acabam deixando transparecer, às vezes até em excesso, nas redes sociais). E não era só isso: eles também acabam descobrindo que todas as ações que eles tomavam poderiam influenciar no futuro dali a 15 anos, e não só no deles, mas também como no das pessoas ao seu redor. Então, como seria possível saber todo o seu futuro e, diante da perspectiva de querer algo melhor, diferente, precisar se conter para não mudá-lo?

 — Sempre achei que viagem no tempo devia ser uma coisa tão grandiosa que mudaria a vida da gente — observa ela. — Como ‘Uma obra no tempo’ ou ‘De volta para o futuro’. Mas, aqui, a maior parte das pessoas só se importa com fotos de férias sem graça e com coisas triviais. (página 84)

Era com isso que Emma e Josh estavam aprendendo a lidar. Emma quando vê seu futuro odeia, pois descobre que não está satisfeita com o seu casamento e tudo o mais. Já Josh adora o seu e não quer alterá-lo de forma alguma, mas como poderia controlar Emma sabendo que a garota não queria de nenhuma forma aquilo pra vida dela? Afinal, o que ela faria poderia causar grandes reverbações no futuro de Josh também. Lugar onde mora, pessoa com quem se casa, profissão, tudo. E foi isso no livro que eu mais gostei: você percebe como pequenas ações podem mudar sua vida toda. É uma coisa muito interessante de se pensar, e eu nunca tinha parado pra refletir nisso antes.

O Futuro de Nós Dois tem uma história instigante, curiosa e muito inovadora. Pode ser lida em apenas um dia (eu li de um pro outro, mas a partir do momento que cheguei em um certo ponto da história não consegui mais parar). Tem uma narrativa alternada (um capítulo é narrado pelo Josh, outro pela Emma), e os capítulos são bem curtinhos, podendo ser lidos rapidamente. A leitura é leve não só pelo fato de ter uma história que te deixa curioso do início ao fim e uma linguagem bem jovem, mas também porque a letra é grande e as páginas são amareladas, o que, convenhamos, deixa a leitura melhor pra muita gente (inclusive pra mim haha). Minutos antes de eu começar a ler esse livro, estava lendo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban naquela edição branca, em que a letra é muuuito pequenininha. De HP passei pra O Futuro de Nós Dois e me assustei com a comparação do tamanho das letras dos dois livros, é muito diferente mesmo!

O livro é muito fofo. E quando eu digo muito, é aquele tipo de fofo que, quando você termina, solta um "awwww" bem prolongado, soltando suspiros por aí (haha). O final é previsível, mas não deixa de ser lindo ♥ Amei.

Uma coisa que eu achei que teria no livro e acabou não tendo é um epílogo. Quando Josh e Emma se dão conta de que poderiam ver qualquer pessoa 15 anos depois apenas pesquisando o nome dela no Facebook, eles acabam descobrindo coisas de pessoas muito próximas a eles e acabam ficando chocados com o que leem ali. Apesar do livro deixar claro o final do Josh e da Emma, acaba não deixando claro o final dos personagens que eles pesquisaram o futuro no Facebook, e eu fiquei meio frustrada com issoooo hahaha. Porque uma coisa que pode acontecer ali é justamente o futuro da pessoa mudar por certos atos, então deixa à critério do leitor o final que imagina pra cada personagem. É legal quando o autor faz isso, principalmente em uma temática como essa, mas eu acho que teria gostado mais se os autores tivessem feito um epílogo falando dos personagens (não todos, só os mais principais mesmo) 15 anos depois, pra ver a comparação deles em relação ao que Josh e Emma tinham lido sobre o futuro de cada um 15 anos antes X o que realmente aconteceu. Na minha opinião teria sido mais interessante assim, mas de qualquer forma o final foi muito lindo e muito digno. Recomendo sem nem pensar duas vezes!

P.S: O Josh entrou pra minha lista de personagens literários preferidos. Vez ou outra ele falava uma coisa que me deixava tipo: "NÃO! Para! Não permita com que eu me decepcione com você só por causa de UMA palavrinha que você usou pra se referir à uma menina!!!", mas admito que me identifiquei muito mais com ele do que com a Emma. Além disso, ele é ruivo gente! Como não amar? haha