Sobre nós

Seguidores

Curta!

Instagram

Twitter

Siga por e-mail

Eu leio Brasil

Meise está lendo

Isadora está lendo

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

14 de outubro de 2013

RESENHA DO LIVRO AMOR, INDECISO AMOR – DILL FERREIRA.




Linguagem descontraída. Leitura de personalidade. Trama que, à primeira vista, foge imediatamente do convencional. Foram exatamente essas as minhas primeiras observações em relação ao novo romance da autora Dill Ferreira – Amor, Indeciso Amor (Editora APED), e também responsável por uma das maiores surpresas: Casamento por Aparências (LP-Books). Com mais maturidade literária, a autora finalmente entrega para o leitor uma história recheada de altos e baixos, ao mesmo tempo em que apresenta um mundo de amor completamente aberto para possibilidades e entendimentos, onde Victória – a sua personagem central – parece estar descobrindo sua função. Victória é recém-formada em publicidade e propaganda que, como muitos de nós, está em busca de uma oportunidade de trabalho. Cheia de dúvidas e indecisões, seu caminho começa gradualmente a mudar quando ela se candidata a uma vaga de modelo de apresentação de produtos de uma grande rede de supermercados e, sem nenhuma das expectativas previstas, seu nome acaba sendo indicado. A partir de então, a sua rotina de vida começa, aos poucos, a mudar e entrar nos eixos.

Victória é divertidíssima e dona de um humor carismático, apesar da sua insistente forma de encarar os seus problemas. Mesmo assim, ela consegue desempenhar o seu papel diante da sociedade, da empresa e de Ricardo, homem enigmático, que parece ter uma aversão por relacionamentos. Ricardo é administrador de um negócio de sucesso. Apesar de encontrar em Victória uma perfeita imagem, Ricardo obviamente luta contra seus próprios desejos reprimidos de conquistá-la, ora se mostrando um cavalheiro simpático, ora sendo quieto e inconveniente. A verdade é que, em diversos momentos, os dois se entregam à ardente paixão que parece ser mais forte.
    
E, juntos, os dois vivem uma história de amor. E, nessa perspectiva lógica da vida, Dill ousou imprimir em seus personagens um encanto que brilha e salta dos olhos do leitor; e o artifício utilizado para torná-los marcantes é a maneira com que a autora descreve um pouco de suas ações e de como o romance vai acontecendo, gradualmente ao longo dos seus capítulos. O livro é curto (148 páginas), mas a sua essência significativa é ampla e experimenta um pouco do desejo de compartilhar sentimentos e amores que cada um de nós procura nas outras pessoas. Com frases bem definidas, diálogos que correm perfeitamente à guisa dos cativantes personagens, uma boa diagramação e capa, Dill Ferreira – mais uma vez – acolhe o amor como algo que emana de dentro de si e presenteia o seu leitor com um enredo simpático.


Amor, Indeciso Amor é um livro para se ler enquanto sonha com encontros e paixões que se desenvolvem além do que esperamos – e merecemos. Faz-nos refletir sobre tudo o que é bom, válido e honesto. 

4 comentários:

  1. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro. Adoro livros que nos fazem refletir, mesmo que por qualquer coisa.

    Beijos
    Jéssica
    http://www.bestherapy.net/

    ResponderExcluir
  2. Uau! Essas são minhas palavras sobre sua resenha Cláudio!
    Suas palavras sábias e muito bem colocadas deram um sentido ainda mais belo ao nosso menino (Amor, Indeciso Amor).
    Bom, como eu preciso sim dizer algumas palavras em agradecimento, aqui vai...
    MUITO OBRIGADA!

    ResponderExcluir
  3. Ah, a estória em si tem seu encanto. Mais como eu disso em outros posts. Romance é um gênero que não me atrai. Fiquei surpreso pela resenha ter sido escrita por um homem e isso despertou minha curiosidade. Fico muito feliz quando autores nacionais se destacam e acabam conquistando as pessoas.

    ResponderExcluir
  4. Vou confessar que prefiro um bom mistério do que um romance (mesmo gostando do romances) mas esse livro chamou minha atenção. Nunca tinha ouvido falar nele.

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!