Tá perdido?

Carregando...

Sobre nós

Curta!

Seguidores

Twitter

Siga por e-mail

Siga!

Eu leio Brasil

Pai bárbaro

Loja do leitor

Meise está lendo

Isadora está lendo

Favoritos de Meise

Favoritos de Isadora

Tecnologia do Blogger.

Link us

Viciadas em Livros

Arquivo do blog

24 de abril de 2016

(Álbum) de Viagem: Ilha Comprida - São Paulo

Mudei a data da postagem dessa semana por um motivo nobre: Álbum de Viagem <3
Quinta-feira foi feriado e sábado, aniversário da minha irmã. Somamos dois e dois, arrumamos uma viagem do tipo bate e volta para um lugar que ainda não conhecíamos e só quem já deu essas escapadas da rotina para uma cidade completamente diferente sabe como é gostoso!
O destino foi Ilha Comprida, cidade do litoral sul de São Paulo, quase no Paraná, com mais de 70km de praias. A Ilha, conhecida por ser uma área de preservação ambiental e consideradas uma das áreas de reserva da biosfera pela UNESCO, conta com áreas preservadas de praias, dunas, mangues e lagoas, além de aves como o quero-quero e o albatroz.
As praias, todas sem indício de poluição, são divididas apenas pela praticidade, já que é possível dizer que a Ilha é composta por uma única e contínua praia - as mais agitadas na parte norte, perto do acesso para Iguape, e as mais desertas na parte sul, perto do acesso para Cananeia e a Ilha do Cardoso.
Além disso, as vilas de pescadores atraem muitos turistas - como a Vila de Pedrinhas, nas margens do Mar de Iguape, limite norte da Ilha.

#1 - Pôr-do-Sol na Praia do Encanto


Chegamos no período da tarde, então, só deu tempo de almoçar - recomendamos fortemente a Padaria Cajara, na Avenida Copacabana, bem no centro da cidade. Depois, caminhamos até a praia mais próxima, a Praia do Encanto, para ver o restinho do pôr-do-sol. Na realidade, o sol se põe no Mar de Iguape, mas a vista da praia é essa aí, hahaha.

#2 - Ponta da Praia


No segundo dia fomos para o extremo norte da Ilha: a Ponta da Praia. Queríamos ver as casas tomadas pelas dunas e parte do mar, mas chegando lá, descobrimos que o mar estava muito bravo e era impossível vê-las dali. Se eu estou doida para voltar para ver as tais casas? Imagina.

#3 - Vila de Pedrinhas


No terceiro dia decidimos conhecer a Vila de Pedrinhas, mais ao sul da ilha, nas margens do Mar de Iguape. É uma das vilas de pescadores mais tradicionais da cidade, e se você quiser conhecê-la, prepare-se para ficar mais ou menos uma hora dentro do carro, passando por paisagens incríveis de dunas de areia, casas abandonadas, praias desertas e descampados até o infinito.

#4 - Vila de Pedrinhas


Esperava algo mais rústico da vila, mas ver a realidade de quem mora ali e sobrevive da pesca foi, no mínimo, incrível. O lugar é totalmente isolado e ainda sim, tem ares de condomínio.

#5 - Praia da Boa Vista


Voltando da Vila de Pedrinhas, paramos na Praia da Boa Vista só para admirar esse visual feio. É tudo o que eu tenho a dizer.

---

1 - O acesso para a Ilha se dá ou por Iguape, direto no norte da cidade, ou por Cananeia, no seu lado oposto. Se você é de São Paulo ou mora a leste da Ilha, vá por Iguape; se você for do Paraná ou de cidades limítrofes, Cananeia.
2 - Comemos em apenas dois lugares: a Padaria Cajara e o Restaurante Fago, recomendados, mas sempre falo das listas do TripAdvisor para se aventurar em lugares desconhecidos.
3 - É quase impossível conhecer a Ilha sem estar de carro, sério.
4 - Ela é silenciosa e tranquila de uma forma que, incrivelmente, me agradou. Eu não costumo gostar de tranquilidade demais, mas lá, tudo é diferente.

Um comentário:

  1. Amei as fotos, incríveis *-*


    www.generoproibido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

A leitura é uma porta aberta para um mundo de descobertas sem fim. - Sandro Costa

Obrigada pela visita. Sinta-se a vontade para dar sugestões, fazer críticas ou elogios!